sexta-feira, 21 de março de 2014

Porquê Evangelizar a Europa?

Rosa Maria de Oliveira del Pino

“Será que os missionários não deveriam ir para a África onde há reais necessidades ao invés de ir para a Europa fazer turismo?” Perguntas como esta ouvimos frequentemente...

A Europa, ao contrário do que muitos pensam, não está evangelizada. A maioria dos europeus desconhece que Jesus Cristo morreu por seus pecados. Eles não conhecem nada a respeito de Jesus Cristo e sua obra. Os europeus pensam que é um atraso depender da ajuda de algum deus, pensam que são suficientemente autossuficientes para necessitar do Deus do cristianismo, sanguinário e vingativo. Inclusive, ao expressar opiniões, declinam de usar “eu creio” por “eu penso”.

Se alguém descer do avião, aqui na Espanha, usando uma camiseta escrita “eu amo a Jesus”, pensarão que essa pessoa é homossexual por ter um caso com alguém chamado “Jesus”, já que aqui se trata de um nome comumente usado.

Se você, em uma conversa, diz “vou orar por você”, a maioria responderá: “não é preciso, isso é perda de tempo... somente tenha bons pensamentos”. A maioria dos objetos de representação sagrada (cruz, crucifixo, etc) foi retirado das praças, escolas e edifícios públicos. Nada que lembre o Deus dos cristãos é bem visto aqui. Estes objetos faziam referência ao tempo da ignorância e do atraso. Por outro lado, as imagens de Buda superabundam nos jardins. Eles querem poder crer em algo, mas não necessitam de dogmas, nem de um Deus que exige tempo e obediência.

Os ateus estão plenamente satisfeitos com seu ateísmo, não têm raiva de Deus... como ter raiva de um ser que para eles não existe? Eles se prestam a ser voluntários para ajudar ao próximo, se esforçam para ser honestos, lutam pelas causas alheias, procuram ser éticos e íntegros. Ou seja, tomam dos valores cristãos e negam necessitar de Deus para exibir essas qualidades. A virtude não necessita de fé!

Para eles, o Deus do cristianismo sempre exigiu guerras e agora, sem Deus, prosperam em paz. Os que não a têm é porque são povos que ainda estão atrasados buscando a Deus. Porém, os dados aqui da Espanha não confirmam essa paz: há 3 divórcios para cada 4 casamentos; 30% dos adolescentes agridem aos pais; 1 de cada 4 adolescentes (11-15 anos) consumiu drogas no último ano; 3 de cada 4 pessoas usam psico-fármacos; e, segundo relatório da ONU, a Bélgica e a Espanha são os países com a maior índice de consumo de cocaína do mundo (dados retirados de: www.publico.es). Ou seja, a paz é superficial.

Estamos aqui na Europa porque cremos que todas as pessoas, ricas ou pobres, necessitam conhecer a obra de Jesus Cristo para sua salvação e paz completa.

Cremos que, ainda que sejamos rejeitados, continuamos aqui certos de que o Senhor escolheu pessoas daqui e as chamará através do Espírito Santo.

Cremos que somos sal e luz e, como Abraão, intercedemos a Deus para que, ainda que restem 10 eleitos, este povo não seja destruído e, sim, resgatado para sua glória.

Cremos que “todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado” (Js 1.3).

Estamos aqui porque mesmo que nos cuspam e nos digam que não necessitam de Deus, sabemos que não é verdade, que dentro deles há um vazio espiritual que somente pode ser preenchido por Cristo.

Estamos aqui como um sinal de luz e compaixão que mostra o amor de Deus a esta geração corrupta e não vamos desistir!!!

Amamos este povo e mesmo que muitos não nos queiram, nós lhes queremos e com a graça de Deus, seguiremos amando e clamando. “Voz do que clama no deserto: preparem o caminho para o Senhor, façam veredas retas para ele” (Mc 1.2).

2 comentários:

Luiz.Cláudia disse...

Muito bom mesmo Rosa. O que evangelho mais carece na Europa é de soldados firmes no front. Erguendo bem alto o estandarte da fé. Que Deus nos use para sua honra e glória.

João Pinto disse...

Acabei de ler a vossa partilha. Sendo católico, dou muito mais valor ao que nos une do que ao que nos divide ( que é muito pouco ....) Vivo na Europa, em Portugal, e tudo o que escreveram no vosso blog está, infelizmente, correcto.
Hoje, é a Europa, , a civilização do dinheiro que precisa e muito de reouvir falar de Deus, da Sua Palavra e da graça do Seu amor pelo Santo Espírito.
Irei postar no meu blog vindesantoespirito.blogspot.pt a vossa partilha.
Abraço fraterno João Pinto